Vídeomonitoramento volta a operar nesta semana

As 24 câmeras que integram a vigilância por vídeomonitoramento de Santo Ângelo voltam a operar nesta semana. A afirmação é do empresário Pedro Fontella, diretor da empresa que presta serviço de assistência técnica ao sistema. Nesta segunda-feira, 15, a empresa concluiu a revisão do cabeamento de rede na busca por possíveis rompimentos e restabelecer o sistema. “O processo de vídeomonitoramento é bastante complexo. No final do ano passado organizamos toda a rede com a retomada do sinal do Cidade Digital e agora estamos restabelecendo o monitoramento por vídeo. Está tudo dentro do prazo que o sistema exige para voltar a funcionar”, assinalou.

De acordo com o empresário, o vídeomonitoramento está inoperante por motivos técnicos e não financeiros como explorou um periódico da cidade, cogitando que a cobertura por câmeras de vigilância seria retomada somente em março.

Fontella explica que os fenômenos climáticos que assolaram Santo Ângelo nos meses de outubro e novembro também acabaram atingindo a vigilância eletrônica, aliado aos constantes rompimentos de cabos de fibra ótica registrados no último trimestre do ano passado em pontos considerados cruciais para o funcionamento do sistema. “A carga excessiva de eventos climáticos provocou séria perda de qualidade na transmissão por fibra ótica prejudicando o seu funcionamento. Também registramos quatro rompimentos de cabos de transmissão por veículos pesados em diferentes locais da cidade”, informou.

Segundo o empresário, em uma das situações registradas, um caminhão arrastou a rede de fibra ótica por mais de três quadras na Avenida Salgado Filho, provocando a interrupção do sistema integrado em várias repartições públicas municipais, prejudicando o bom andamento dos trabalhos. “São situações alheias à nossa vontade e que demandam tempo para restabelecer a rede. Temos um bom entendimento com o Município e trabalhamos em conjunto no enfrentamento de problemas eventuais”, concluiu Pedro Fontella.

O SISTEMA

O Sistema de Vídeomonitoramento é uma parceria entre a Prefeitura de Santo Ângelo e Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Brigada Militar – 7º Regimento de Polícia Montada. A implantação do sistema foi possível por força de emenda parlamentar do deputado Federal Fernando Marroni em 2014, destinando recursos na ordem de um milhão de reais através do Ministério da Justiça, mais R$ 137 mil de contrapartida do Município de Santo Ângelo. O sistema eletrônico de vigilância permaneceu um período experimental de seis meses e seu efetivo funcionamento aconteceu em 29 de abril de 2017, em cerimônia realizada durante a 18ª Fenamilho Internacional.

Fotos: Fernando Gomes/Arquivo ASCOM